Compre e Ganhe + 32 pontos!

Garra do Diabo 120 Caps 500mg Verde Nattus

  • Verde Nattus Fabricante: Verde Nattus
  • Cód: 822
Garra do Diabo 120 Caps 500mg Verde Nattus 0% 0 [Seja o primeiro a avaliar]
BRL de R$ 36,00 32.00 por R$ 32,00 6x de R$ 5,33 sem juros Economize R$ 4,00
Descrição: Garra do diabo Harpagophytum procumbens, conhecida como garra do diabo, é uma planta nativa da África que recebe esse nome devido à sua fruta, que é coberta de ganchos que se grudam a animais para espalhar as sementes. Suas raízes são usadas para fazer um medicamento, usado para ... Saiba mais

Descrição

Garra do diabo
Harpagophytum procumbens, conhecida como garra do diabo, é uma planta nativa da África que recebe esse nome devido à sua fruta, que é coberta de ganchos que se grudam a animais para espalhar as sementes.
Suas raízes são usadas para fazer um medicamento, usado para aterosclerose, artrite, gota, dor muscular, dor nas costas, tendinites, dores no peito, irritação gastrointestinal ou queimação, febre e enxaqueca. Também é usada para dificuldades no parto, problemas menstruais, reações alérgicas, perda de apetite e doenças renais e da bexiga. Pode ser aplicada na pele para tratar ferimentos e problemas cutâneos.
Hoje em dia, a garra do diabo é usada contra inflamações e para aliviar a dor da artrite, dores de cabeça e dores nas costas. Testes indicam que a garra do diabo pode ajudar a combater inflamações, e ela é muito usada na Alemanha e França.
Usos Medicinais da Garra do Diabo
Como dito anteriormente, a garra do diabo oferece muitos benefícios. Vamos falar mais sobre alguns deles.
Osteoartrite
Estudos mostram que o uso da garra do diabo reduz a dor e melhora o funcionamento físico em pessoas com osteoartrite. Um estudo de 4 meses com 122 pessoas com osteoartrite no joelho e quadril comparou a garra do diabo a um medicamento europeu para alívio da dor.
Os resultados foram extremamente positivos para a garra do diabo: os pacientes que tomaram a erva sentiram os mesmos efeitos que os pacientes que tomaram o medicamento, com a vantagem de experimentarem menos efeitos colaterais.
Uma análise de 14 estudos dobre o uso da garra do diabo para tratar artrite descobriu que os estudos mostram que a garra do diabo diminui a dor nas juntas, enquanto uma análise de 12 outros estudos mostrou que a garra do diabo é eficaz para artrite na coluna, quadril e joelho.
Pessoas que tomam a garra do diabo podem diminuir as doses dos medicamentos que usam para dor, embora o estudo que oferece essa evidência ter sido realizado usando um produto específico da raiz de garra do diabo em pó.
Dor nas costas e pescoço
Tomar a garra do diabo de forma oral parece ser capaz de diminuir a dor nas costas, embora muito dos estudos tenham sido conduzidos de forma não satisfatória. Em um estudo com 63 pessoas com dor leve a moderada nas costas, pescoço ou ombros, tomar um extrato de garra do diabo ajudou a aliviar as dores.
Em outro estudo, homens e mulheres com dor crônica na lombar que tomaram a garra do diabo relataram que precisaram de menos analgésicos e sentiram menos dor.
Ainda em outro estudo, publicado na revista Rheumatology, os efeitos da garra do diabo foram comparados ao de um anti-inflamatório por seis semanas. Os resultados mostraram que as pessoas que tomaram a garra do diabo tiveram os mesmos benefícios daquelas que tomaram o anti-inflamatório.
Outros usos
Muitos naturalistas recomendam a garra do diabo para tratar irritação estomacal, perda de apetite, colesterol alto, gota, dores musculares, enxaqueca, dores de cabeça, alergia e febre. Preparos tópicos podem ser usados na pele para curar ferimentos, úlceras, bolhas e lesões. A garra do diabo também parece ter efeito no controle de diabetes, diminuindo os níveis de açúcar no sangue. Entretanto, esses usos da erva não são comprovados.
Efeitos Colaterais da Garra do Diabo
Reações alérgicas, embora raras, podem ocorrer. Se os sintomas da reação alérgica forem sérios e incluírem dificuldade de respirar, fechamento da garganta, inchaço dos lábios, língua ou rosto e formigamento, procure atendimento médico imediatamente e descontinue o uso.
Outros efeitos colaterais menos graves incluem dor de cabeça, barulho no ouvido, náusea, vômito, dor abdominal, perda de apetite, perda do paladar, irritação estomacal e sensação de saciedade. Não se sabe se é seguro tomar a garra do diabo por longos períodos de tempo, já que não há estudos analisando efeitos a longo prazo.
Contraindicações
Pessoas com úlceras estomacais, úlceras no duodeno ou pedra na vesícula não devem tomar a garra do diabo. O mesmo vale para mulheres grávidas ou amamentando, já que estudos não foram feitos para comprovar a segurança. Pessoas com doenças cardíacas ou hipertensão devem perguntar a seus médicos antes de começar a tomar a garra do diabo.
Medicamentos que são metabolizados pelo fígado podem ter uma absorção mais lenta durante o uso da garra do diabo, e tomar o extrato com alguns desses medicamentos pode aumentar seus efeitos colaterais no corpo.
A garra do diabo pode causar a queda dos níveis de açúcar no sangue, e no caso de uso de medicamentos que diminuem os níveis de açúcar do sangue, pode haver uma queda muito grande; portanto, é necessário um acompanhamento próximo ao médico e uma monitorização dos níveis de açúcar no sangue durante o tratamento com a garra do diabo.





Produto Sob Licença de Comercialização no Ministério da Saúde:


Anvisa: RESOLUÇÃO-RDC No- 27, DE 6 DE AGOSTO DE 2010


ATENÇÃO : ESSE PRODUTO NÃO É MEDICAMENTO , PORTANTO NÃO CURAM DOENÇAS .